Um Sonho Bom, por Daltro Paiva.

UM SONHO BOM

 

quero abrir o mar vermelho de tua saia
como quem pela força da vontade move uma montanha de lugar

 

por desejo teu quero te satisfazer ao máximo que me permitires
ir a tua boca rubra, teus braços, seios, pernas e gozo

 

pegar tua mão nem que seja por um único instante
como uma criança que aperta forte a mão da mãe

 

e com a leveza que sopra uma brisa de fim de tarde
levar-te pela madrugada de mãos dadas ao acaso

 

com destino certo ao deleite
e te fazer experimentar um pedacinho do céu

 

sentir teu beijo suave e por que não
apaixonar-me perdidamente pelos próximos trinta segundos

 

quero poder fazer-te viva
para que também eu sinta o sangue pulsar em minhas veias

 

dormir e acordar com o pensamento em ti
como quem sonha satisfeito por ter um amor

 

quero poder fazer-te feliz
para poder dizer que pelo menos por algum instante também o fui

 

 

Daltro Paiva

Deixe seu comentário